Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Hoje em dia anda por todo o lado a geração dos paninhos quentes! Ai, não fales assim que o menino não pode ouvir, ai fala antes assado. Ai, olha tens que ter cuidado com o que dizes a esta pessoa que senão ela fica triste. Sempre tudo com paninhos quentes. Ando um bocado farta disso, já não tenho paciência para sorrir só porque sim. Até já me chamaram trombuda. Eu até fiquei surpreendida quando me disseram: aí vem a trombuda. Até perguntei a toda a gente, será que sou mesmo? Porque não é normal, sempre me disseram que sou uma pessoa simpática, sempre tentei ser até mesmo com quem não merece e aquilo bateu-me forte cá dentro (tipo Fanny). Então pus-me a pensar: porque é que hei-de andar sempre com paninhos quentes quando não sou valorizada por isso? Deixei de andar, agora é tudo corrido à paulada e se for preciso com um pontapé no céu da boca que dói mais.

Ainda hoje aqui na empresa onde trabalho aconteceu o seguinte: pedi ajuda a um colega para desempenhar uma tarefa que ele habitualmente faz e que eu não poderia fazer por estar sobrecarregada de trabalho. Ele respondeu: não faço, não vou e só faço e vou para onde quero. Fiquei parva... mas pronto, disse-lhe: olha não te posso bater, nem prender por isso faz o que quiseres. Vim então a descobrir que o puto (sim, porque com atitudes destas só o posso chamar de puto, para não dizer mais nada) foi fazer queixa de mim ao meu patrão dizendo que eu o mandei trabalhar enquanto eu estava sentada. Hello, eu trabalho sentada!!! Eu sou administrativa! Escrevo no PC, vejo faturas, etc... tudo sentada. Se eu tivesse de pé a olhar para ele aí sim estava a gozar com a pessoa que estava a fazer o meu trabalho e eu a olhar e ainda por cima de pé. Assim não. Se calhar ele queria que eu tivesse escrito um memorando numa folha azul de 25 linhas a pedir para ele trabalhar. Mas não tive tempo. E ele já não é da geração das folhas azuis de 25 linhas, por isso não ia perceber. 

Isto só vem comprovar que hoje em dia assistimos a uma geração de paninhos quentes. Temos sempre que ter cuidado com o que dizemos às pessoas e a forma como dizemos. Tenho saudades daquelas pessoas que era tu cá tu lá. Agora é só rodeios e jogos de palavras. Sejamos honestos pessoas, cresçam! 

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Imagem de perfil

De Creme Pimenta a 20.11.2017 às 15:54

Eu costumo dizer que vivemos numa sociedade de virgens ofendidas!
Imagem de perfil

De Cristina Ferreira a 21.11.2017 às 16:14

Verdade... Começam nas escolas... A cada reunião de pais que vou fico parva com os "paninhos quentes" que se colocam aos filhos / alunos! Os "putos" já crescem assim... e quando caiem num ambiente de trabalho, não sabem estar! É triste esta nossa sociedade...
Mas se nós, os mais velhos, ajudarmos, pode ser que volte a mudar! Para melhor!
Imagem de perfil

De Psicogata a 21.11.2017 às 17:52

As pessoas ofendem-se por tudo e por nada especialmente as que estão sempre a ofender os outros!
Também não gosto de paninhos quentes.
Sem imagem de perfil

De Aninhas. a 21.11.2017 às 18:35

O grande problema, é que hoje não há educação! A nova geração são criados à vontade à vontadinha, não se contrareia uma criança, fazem o que lhe dá na telha. É assim em casa e fora casa! Qdo eu estava empregada, qdo um terminava o que estava a fazer, perguntavamos ao colega se precisava de ajuda. Agora tá bem tá!
Imagem de perfil

De Kruzes Kanhoto a 21.11.2017 às 20:24

Muitos, de todas as gerações, não entendem o significado da palavra "não". Habituaram-se a abrir a boca ou a estender a mão para terem tudo o que querem e depois, quando alguém os contraria ficam muito chateados...
Sem imagem de perfil

De Diana a 22.11.2017 às 01:15

Não posso. O moço fez isso?
Na minha terra, quando se pede um favor, cá estamos para ajudar.
Realmente, hoje em dia, quanto menos fazem, menos querem fazer.
Francamente. Só espero que não tenhas tido problemas por causa dele.

Vim cá ter através dos destaques do Sapo. Espero que não te importes.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ